Resenhas

O Passado é um Lugar (Tana French): A Linha Tênue entre personagens falhos e personagens insuportáveis

Assim como a sua outra obra já citada, O Passado é um lugar, também é uma narrativa "character driven", porém, onde O Canto dos Segredos brilhou, esse livro falhou miseravelmente.

Frank Mackey é um detetive assombrado pelo seu passado. Ele enterrou sob o peso de mais de duas décadas, no bairro onde nasceu, na Dublin dos anos 1980, seu romance com a jovem Rosie Daly e sua primeira desilusão amorosa, quando viu frustrado o plano de fugirem para a Inglaterra. No horário e local marcado para a viagem, já com as passagens de barco compradas, Rosie simplesmente não apareceu. Vinte e dois anos depois, Mackey tem a difícil tarefa de desvendar a morte de Rosie, que desde então nunca mais foi vista.

Um tempo atrás escrevi a resenha de outra obra de Tana French, O Canto dos Segredos, um livro que me deixou tão impressionada que imediatamente fui buscar outros livros da autora. Foi assim que cheguei a O Passado é um Lugar, terceiro livro da série “Dublin Murder Squad”, disponível no kindle unlimited. Infelizmente, a experiência não poderia ser mais distinta da obra prima que é O Canto dos Segredos.

Assim como a sua outra obra já citada, O Passado é um lugar, também é uma narrativa “character driven”, porém, onde O Canto dos Segredos brilhou, esse livro falhou miseravelmente. Aqui, acompanhamos Frank Mackey, detetive da inteligência de Dublin, investigando um assassinato de uma antiga ex namorada. O crime em si é pouco cativante e com uma resolução ridiculamente óbvia, o que não seria um problema, se todas as personagens principais não fossem simplesmente detestáveis!

Mackey é um machão que faz as coisas do seu próprio jeito e que possui 0 qualidades que o possam redimir. As outras personagens satélites, possum zero personalidade e carisma negativa. Para um romance em primeira pessoa, onde a resolução do crime não é o foco, é fundamental ter personagens interessantes para conseguir sustentar essas estrutura e O Passado é um Lugar não tem.

Assim como O Canto dos Segredos, descobrimos o assassino ainda faltando boas páginas para o final do livro, porém o culpado é tão óbvio e o motivo tão genérico que é um verdadeiro martírio continuar pelas páginas restantes só para ver Mackey lidar com aquela situação, sendo que não é possível se importar menos com ele.

Eu definiria essa obra como sendo o total oposto de O Canto dos Segredos, mas como um bom exemplo de que todo pokémon evolui, afinal, depois dessa abobinação, Tana French conseguiu escrever uma obra incrível.

Onde ler?

Amazon
Estante Virtual

Nota

Avaliação: 2 de 5.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

DEVANEIOS DESCRITOS

Textos escritos por Luca Villaça

nocairdaspaginashome.wordpress.com/

Meu universo literário ao seu dispor

%d blogueiros gostam disto: